fbpx

As 10 mentiras mais contadas sobre os Povos Indígenas

As afirmações listadas abaixo foram extraídas da vida real.
Percepções diversas, vindas de pessoas com histórias diferentes,
mas sempre com um direcionamento em comum:
a disseminação do discurso anti-indígena
com argumentos falsos.
Slide 1
Tem muita terra para pouco indio

Uma afirmação repetida muitas vezes, supostamente para denunciar uma injustiçana distribuição nacional de terras que prejudicaria à sociedade brasileira.

Ao usar o adjetivo "muita" se passa -intencionalmente, a mensagem de que os não-indígenas tem "pouca" terra.

Slide 2

As Terras Indígenas ocupam 13% do Brasil, enquanto que as grandes propriedades detém 37%

Portanto, existe sim uma desigualdade importante na distribuição de terras no Brasil, mas a causa é o tamanho do latifúndio: Poucos proprietários são donos de mais 1/3 do Brasil. Esse é o verdadeiro problema.

Além do mais, para os Povos Indígenas a noção de território não constitui apenas uma relação de ocupação ou exploração, mas o fundamento da existência do povo, pois somente em seu território é possível a prática plena de sua cultura.

Slide 1
Índio não vai preso

Os indígenas têm até uma Lei diferente.

Eles podem roubar, matar ou fazer o que quiserem e nunca vão para cadeia.

Slide 2

A Lei para os indígenas é a mesma que para os não-indígenas

Índios podem ser e são presos quando roubam, quando praticam atos de violência, cometem assassinatos e por todos os motivos que os não-indígenas são presos.

A confusão diz respeito ao determinado pelo antiguo, mas nunca oficialmente revocado, Estatuto do Índio. Nele se diz que a pena deve ser atenuada, e cumprida “se possível, em regime especial de semiliberdade, no local de funcionamento do órgão federal de assistência aos índios mais próximos da habitação do condenado” sempre que a questão se relacione à sua prática cultural.

Slide 1
Os índios têm muitos privilegios

Índio recebe um salário do governo a partir do momento que nasce. Eles são atendidos primeiro nos postos de saúde.

Recebem até mais aposentadoria que os nã-índios.

Slide 2

Ninguém no Brasil recebe salário sem fazer nada

Os indígenas são cidadãos plenos, e têm direito aos benefícios sociais e previdenciários do Estado Brasileiro. E só.

Como muitos agricultores, seringueiros ou pescadores, os Indígenas são considerados pelo INSS “segurados especiais” para fins de acesso ao salário maternidade, aposentadoria por idade, auxílio doença, auxílio acidente, aposentadoria por invalidez, pensão por morte e auxílio reclusão.

Slide 1
Os índios querem ser integrados à sociedade

Ninguém gosta de viver isolado, longe de tudo. Sem internet ou celular.

«Índio quer poder arrendar a terra, quer poder fazer negócio, quer energia elétrica, quer dentista para arrancar toco da boca. O índio é ser humano como a gente».

Slide 2

Os Povos Indígenas tem que ser “reconhecidos em sua organização social, costumes, línguas, crenças e tradições”(*)

A política da integração tem como premissa fundamental um preconceito:

Aqueles que querem ser tratados de forma “justa” devem tornar-se iguais, uniformes, despidos de suas características específicas e moldados na forma genérica de “brasileiro”. A mentira esconde também que os Povos Indígenas já vivem de sua terra quando interessados e coloca, portanto, a exploração 'não-indígena' como sendo superior.

(*) Constituição da República, 1988

Slide 1
Estão inventando índios, agora todo mundo pode ser índio

Agora qualquer um leva um papel dizendo que seu visavô era indígena e consegue um monte de privilégio.

Estão aparecendo tribus que nem existiam. Até meu vizinho/a foi reconhecido como índio. Ora!

Slide 2

Se a pessoa se reconhece como indígena e se identifica com um grupo de pessoas que também se reconhecem como indígenas e a consideram indígena, então ela é.

Não existe nenhum reconhecimento da Funai, nenhum julgamento de um não-indígena e nenhum critério imposto por nossa sociedade que possa ser maior do que o seu sentimento e o sentimento da coletividade a qual ela pertença.

Ela pode se considerar indígena por uma questão genética e/ou cultural, mas não cabe a nós e nem ao governo atribuir identidade a outra pessoa. Os índios são como são. Se nossa sociedade tem dúvida se um indivíduo é índio, esta dúvida não encontra recíproca por parte dele. Quem é índio sabe que é, porque tem a vivência do seu povo e sente na pele o racismo.

Slide 1
O Brasil é um país miscigenado, aqui não tem racismo

"Essa coisa do racismo, no Brasil, é coisa rara. O tempo todo jogar negro contra branco, homo contra hétero, desculpa a linguagem, mas já encheu o saco esse assunto". (Jair Bolsonaro)

Todas as estatísticas que tratam da discriminação racial no país “são manipuladas”.

Slide 2

Racismo, assim como machismo, é algo sutil mas, ultimamente, o discurso oficial é altamente racista e anti-indígena.

Os discursos racistas atingem diretamente os indígenas. Número de mortes de lideranças indígenas em 2019 é o maior em pelo menos 11 anos. É triste constatar que as mortes de indígenas no campo, as quais se caracterizam como um verdadeiro genocídio, encontram uma referência no discurso de figuras públicas e lideranças políticas, quase sempre motivadas por interesses econômicos.

O racismo (assim como o machismo) habita o imaginário social, paira sobre a sociedade como um todo, e, consequentemente, sobre cada indivíduo. Como toda ideia, ele é vivo, autônomo e se faz transparecer em ações e ideologias.

Slide 1
Os índios são tutelados, por isso índio não vai preso e não pode comprar bebida alcoólica

Nem alcool eles podem tomar porque ficam "doidos". Seu corpo não é acostumado. Eles não sabem se controlar. Começam a beber e não param mais. E é pinga mesmo que eles bebem.

Slide 2

Indígenas são cidadãos e podem sim comprar bebidas alcoólicas. Aliás, o comerciante que não vendesse estaria cometendo um crime de discriminação.

Essa história é antiga e tem um fundo de verdade. Desde o período colonial até o século passado, o Estado sempre considerou que os indígenas deveriam ser integrados, ou seja, deveriam negar suas identidades em nome de sua inserção à nação brasileira.

Esta concepção foi perpetuada por séculos e virou “tutela” no Código Civil de 1916 (artigo 6º), que enquadrou os índios na categoria de relativamente incapazes, condição semelhante à dos órfãos menores de idade no século XIX.

O Estatuto do Índio (Lei n. 6.001/73) endossou o regime de tutela, depois de separar categorias de índios em “isolados”, em “vias de integração” e “integrados”, estabelecendo que o regime tutelar se aplicaria aos índios ainda não integrados. O Estado tutor é aquele que decide pelos índios e, sob pretexto de cuidar deles, os mantém sob controle.

Slide 1
Os índios são preguiçosos e não gostam de trabalhar

Indio não faz nada. Não tem ocupação. “Se ainda fossem produzir alguma coisa até que respeitariamos eles”. Dar tanta terra para índio pra que? Eles são preguiçosos mesmo.

Slide 2

Essa é a lógica das sociedades capitalistas: ter cada vez mais, acumular e nunca estar satisfeito com o que tem.

A lógica indígena, tradicionalmente, não se interessa em acumular, e sim em desfrutar. Mas espera aí… caçar, pescar, plantar, colher, manejar, construir sua casa, fazer seu barco e fazer tudo mais que uma vida auto-subsistente necessita não parece nada fácil. Imagine então que para realizar cada uma destas tarefas é preciso muitas outras.

Slide 1
Nossa sociedade é mais avançada, não temos nada para aprender com os índios

A cultura indígena é atrasada. Eles não tem médicos e nem acreditam nos avanços científicos. Não entendem das “coisas modernas”. “Antes índio era inocente, agora índio só pensa em dinheiro”. Se todos fossemos indígenas o mundo não teria avançado, ainda viveríamos sem roupas e caçando.

Slide 2

Estamos exaurindo a nossa natureza perseguindo um desejo de crescimento que parece nunca ter fim

Estamos sacrificando nossa diversidade biológica e cultural. Os índios, que são o símbolo maior de uma vida sustentável estão sendo desprezados.

Enquanto se desmataa Amazônia e o Cerrado, desaparecem espécies de plantas que poderiam ser utilizadas para tratar doenças. Enquanto se pratica o genocídio e se mantém os indígenas como reféns do “progresso”, infinitas possibilidades de conhecimento vão desaparecendo e os brasileiros não se dão conta.

Slide 1
Os índios atrasam o desenvolvimento do País

Eles não produzem nada. Os indígenas não geram empregos; não criam riqueza. Se a gente pegasse todas as suas terras e aproveitasse para fazer lavouras, aí sim o País ia pra frente.

Slide 2

O Brasil continua com a mesma ideologia que balança no centro de nossa bandeira: nossa palavra de ordem é o progresso.

Um progresso desesperado, um progresso que chega custe o que custar, e que agora, mais do que nunca, quer explorar os recursos das Terras Indígenas.
Os grandes donos do poder econômico tomaram conta da arena política e querem a qualquer custo convencer a nação de que “é preciso crescer e os índios atrasam o desenvolvimento do País”. Na lógica deles é mais importante plantar soja para a China do que preservar as nascentes brasileiras.

Gràcies per fer un donatiu!

A continuació et demanarem algunes dades 

You have Successfully Subscribed!

Gracias por tu donativo!

A continuación te pediremos algunos datos

 

You have Successfully Subscribed!

Obrigado pela sua ajuda!

A seguir, lhe pediremos algumas informações

You have Successfully Subscribed!

Pin It on Pinterest