fbpx

Novo projeto: Equipamos o laboratório do Hospital Regional do Araguaia

17 outubro 2021

A Fundação Pedro Casaldáliga, a Associação ANSA e o Consorcio Intermunicipal de Saúde iniciam um projeto que vai melhorar os atendimentos de mais de 20.000 pessoas na região do Araguaia.

 

A Fundação Pedro Casaldáliga, com apóio do Fundo Catalão de Cooperação, realiza um projeto para ampliar e melhorar o Hospital Regional de São Félix do Araguaia (CISA).

O centro é responsável por atender os municipios de São Félix do Araguaia, Alto Boa Vista e Luciara, onde vivem 20 mil pessoas, incluindo alguns Povos Indígenas.

O novo laboratório é ainda mais fundamental neste momento de pandemia pois o Brasil ultrapassa a os 600 mil mortos pela COVID19, sendo o segundo país do mundo em número absoluto de mortes, superado apenas pelos Estados Unidos.

A pandemia deixou um Brasil muito afetado, uma vez que tem atingido não apenas aqueles que tem sofrido a doença, mas toda a sociedade que tem vivido o sofrimento de familiares e amigos e, em muitos casos, a morte de seres queridos.

No Araguaia é, portanto, fundamental investir em métodos diagnósticos que permitam identificar doenças o mais rápido possível e assim prevenir contágios ou o agravamento de situações de saúde para a população.

ASSINE O BOLETIM

Conheça Pedro Casaldáliga
e as suas Causas

.

AS ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

A minha espiritualidade

A minha espiritualidade

A espiritualidade que Casaldáliga viveu pode nos ajudar a construir a nossa. Um texto delicado e precioso em que Pedro nos explica “onde tropecei” e partilha connosco as “alegrias e descobertas” da sua espiritualidade.

ler mais
As nossas causas de cada dia

As nossas causas de cada dia

Estas são as 4 “causas do dia a dia” que Pedro Casaldáliga nos chamou a assumir pessoalmente em nossas vidas. Se «as nossas causas valem mais do que nossas vidas», precisamos aprofundar nelas e torná-las nossas, todos os dias.

ler mais
Pedro Casaldáliga: poeta

Pedro Casaldáliga: poeta

Conheça a poesia de Pedro Casaldáliga: “Não são apenas poemas estéticos, mas místicos, como os de João da Cruz, que nos abrem para o Mistério final. A um Você com quem ele estabelece uma relação que não é meramente individual e religiosa, mas histórica.” (Víctor Codina)

ler mais

Pin It on Pinterest