fbpx

Lançamento livro! : “Ventos de Profecia na Amazônia”

4 junho 2021

No dia 8 de agosto completará um ano da morte do bispo Pedro Casaldáliga. Na mesma data, há exatos 50 anos, Pedro aceitava sua nomeação como bispo da Prelazia de São Félix do Araguaia, no Mato Grosso. Em 23 de outubro, será celebrado os 50 anos de ordenação episcopal de Pedro. No contexto destas celebrações, para resguardar a memória da trajetória desta Igreja que tanto impactou a igreja e a sociedade brasileira, será lançado o livro “VENTOS DE PROFECIA NA AMAZÔNIA: Os 50 anos da Prelazia de São Félix do Araguaia”.

A venda antecipada já está aberta
[Informação no final desta entrada]

 

O livro resgata a presença da Igreja na região, desde os primeiros contatos com os indígenas que lá viviam, passando pela criação e instalação da Prelazia, chegando aos dias atuais.

A figura proeminente desta história é a do missionário claretiano Pedro Casladáliga. Ele, com outros companheiros, assumiu o desafio de colocar as bases de uma nova Igreja no sertão do nordeste mato-grossense. O novo bispo e sua equipe, em radical fidelidade ao Evangelho de Jesus e guiados pelas decisões do Concílio Vaticano II e da Assembleia dos bispos latino-americanos, ocorrida em Medellin, Colômbia, colocaram-se abertamente ao lado dos pequenos e pobres que eram espoliados dos seus direitos: os indígenas, os posseiros e os trabalhadores braçais, os peões, submetidos a condições degradantes análogas ao trabalho escravo.

Pedro Casaldáliga conversa com amigos em sua casa

Pedro Casaldáliga conversa com amigos em sua casa de São Félix.

 

A dura e cruel realidade da região onde esta Igreja se estabelecia, foi retratada na Carta Pastoral que o novo bispo lançou no dia de sua ordenação episcopal: UMA IGREJA DA AMAZÔNIA EM CONFLITO COM O LATIFÚNDIO E A MARGINALIZAÇÃO SOCIAL.

A tomada de posição ao lado dos mais frágeis acarretou a Pedro e à equipe pastoral ameaças, ataques, prisões e tortura. Os donos das grandes fazendas e os agentes da ditadura que os protegiam e incentivavam, não admitiam uma igreja que não estivesse a seu lado. E os ataques também aconteceram no âmbito da própria Igreja, que não concordava com esta linha pastoral e por isso a acusavam de comunista.

Tudo isto é resgatado neste livro, que ainda traz um capítulo de como o próprio Vaticano se incomodava com esta Igreja e como quis enquadrar o bispo.

O livro narra também como era a organização interna da Igreja, em que bispo, padres, religiosas e leigos tinham voz e voto. Todas as decisões eram tomadas em conjunto e o bispo as assumia numa postura democrática. Em entrevista, depois da Páscoa de Pedro, o bispo de Juína, Dom Neri Tondello, disse que: “Pedro inaugurou no Araguaia há 50 anos um modelo de Igreja sinodal, que foi proposto no Sínodo da Amazônia realizado em 2019”.

O foco desta Igreja era a construção do Reino de Deus e, por isto, as ações no âmbito da educação, da saúde, da organização popular, da cultura eram consideradas ações pastorais.

O processo de sucessão de Pedro também é registrado e dom Leonardo Steiner, que o sucedeu, Dom Eugênio Rixen e Dom Adriano Ciocca Vasino, o bispo atual, eles mesmos contam sua atuação na Prelazia até o presente.

Ao final, como anexo, é reproduzida a Carta Pastoral Uma Igreja da Amazônia em Conflito com o Latifúndio e a Marginalização Social para que a conheçam os que dela somente tiveram notícia.

A publicação

Várias editoras foram procuradas, mas por causa da pandemia todo o seu cronograma de trabalho foi atrasado. Nenhuma tinha a possibilidade de disponibilizar o livro para as datas significativas que serão celebradas. Por isso decidiu-se apelar para outras alternativas, e a Editora da PUC Goiás aceitou fazer a publicação, mas as despesas de produção e expedição do livro serão do autor. Diante disto, optou-se pela venda antecipada, que já está aberta e cuja informação se encontra no final desta entrada.

O Autor

O autor desta obra é Antônio Canuto, que chegou a São Félix às vésperas do dia em que Pedro aceitou a nomeação de bispo e com ele colaborou na busca e organização dos documentos que compõe a segunda parte de sua Carta Pastoral. Acabou atuando na Prelazia por 26 anos, quando assumiu função na Secretaria Nacional da CPT em Goiânia (GO).

O Posfácio

O historiador Sérgio Coutinho diz: No final de tudo, penso que Canuto se parece mesmo, com este livro, com o nosso primeiro “historiador cristão”: São Lucas. Pois após acurada investigação de tudo desde o princípio, também a ele pareceu conveniente escrever de modo ordenado, às ilustres e aos ilustres “amigas e amigos de Deus” que estão na Amazônia, para que pudessem verificar a solidez dos ensinamentos que receberam do profeta Dom Pedro Casaldáliga e dos(as) muitos(as) “confessores da fé” (mártires) na região.

♥ Venda antecipada

Para possibilitar a edição deste livro apelamos à venda antecipada. O livro será remetido pelo Correio no final de julho, início de agosto.

Pode fazer a compra antecipada das seguintes formas:

  1. Entrando neste endereço: AQUI e ir no botão “Quero contribuir” e colocando seus dados e cartão.
  2. Podem fazer o depósito no Bradesco – Agencia 0140 – Conta 171688-3 em nome de Antônio Canuto e/ou CPF 146729361-04.

Pedimos que nos enviem uma cópia do comprovante de depósito em um dos nossos canais de comunicação para nosso controle:

Whatsapp: (62) 98640-0247

Telefone: (62) 3286-4853

E-mail: canuto@cptnacional.org.br

Não esqueçam de nos enviar o endereço postal bem completo para que possamos postar o livro pelo correio quando estiver pronto.

O preço de capa será de R$ 45,00.

A quem adquirir o livro na Venda Antecipada pagará somente R$ 35,00.

Já a compra antecipada de 5 a 10 exemplares custará R$  30,00  a unidade.

Acima de 10 exemplares, o valor será de R$ 25,00 a unidade.

Se alguém quiser somente um exemplar, mas deseja contribuir com um valor maior é só clicar no ícone “Quero contribuir”.

Preservação da memória e da casa do bispo Pedro Casaldáliga

Pelo menos 50% do lucro líquido da venda deste livro será destinado à preservação da memória e da casa onde Pedro viveu a maior parte dos seus dias em São Félix do Araguaia.

 

Publicado primeiro pela Comissão Pastoral da Terra.

ASSINE O BOLETIM

Conheça Pedro Casaldáliga
e as suas Causas

.

AS ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

A Teologia poètica de Casaldáliga

A Teologia poètica de Casaldáliga

Em 1978, a Faculdade de Teologia da Catalunha decidiu por unanimidade nomear o Bispo Pedro Casaldáliga Doutor Honoris Causa. Mas houve um veto do arcebispo local, argumentando que Casaldáliga não era um teólogo, mas um poeta….

ler mais
Deus e a COVID19

Deus e a COVID19

Pergunta sobre o “papel” de Deus durante a pandemia de COVID19 recebida no portal teológico amigo servicioskoinonia.org. O ponto de vista que oferece pode ser interessante para você nos dias que estamos vivendo.

ler mais
Dia do índio 2021: a luta Xavante continúa

Dia do índio 2021: a luta Xavante continúa

Neste Dia do Índio de 2021 fazemos memória de uma das lutas indígenas mais emblemáticas do Brasil: a retomada da Terra Indígena Marãiwatsédé por parte do Povo Xavante, cuja área foi ocupada por latifundiários e que, em 2012, provocou umas das últimas tentativas de assassinar Pedro Casaldáliga.

ler mais
Carta aberta ao irmão Romero

Carta aberta ao irmão Romero

Impressionante, dura, profunda e comprometedora carta que Casaldáliga envia a Óscar Romero 25 anos depois de seu assassinato pela extrema direita em El Salvador.

ler mais

Pin It on Pinterest