fbpx

Esse foi o enterro de Casaldáliga

12 de setembro de 2020

A vida de Pedro Casaldáliga

À sombra de um frondoso pequizeiro, Pedro foi plantado.

Na manhã do dia 12 de agosto de 2020 o bispo Pedro foi plantado à sombra de um frondoso pé de pequi, em São Félix do Araguaia.

Do mesmo jeito simples e pobre como sempre viveu o bispo Pedro Casaldáliga foi seplutado.

Seu corpo chegou a São Felix no final datarde do dia de ontem e foi acolhido pela equipe pastoral da Prelazia de São Félix e pelo povo da cidade, cercado de todos os cuidados que o momento de pandemia exige.

El Poble Xavante s'acomiada de Casaldàliga

Durante a noite toda foram feitas diversas homenagens a Pedro, lembrando momentos fortes de sua passagem por esta terra e sobretudo por depoimentos emocionados de pessoas que narraram como foi o seu contato com a Prelazia e seu bispo.

Hoje, antes do início da celebração de despedida de Pedro, foram lidas algumas das muitíssimas mensagens recebidas pela Prelazia de diversos lugares do Brsil e do mundo.

O grupo de antigos agentes que passaram pela Prelazia e de muitas outras pessoas que se identificam com a caminhada desta igreja produziu um grande banner com fotos de suas mãos. Foram mãos que junto com Pedro tentaram construir esta nova Igreja.

Às 8  horas teve início a celebração da missa com um canto ritual dos indígenas do povo Xavante. A ele se seguiu o restante ritual da missa. Dom Adriano Ciocca Vasino, atual bispo da Prelazia falou no cometário às leituras que Pedro se fez peão com os peões, índio com os índios, posseiro com os posseiros. Que ele cultivou um amor universal sem diferenças de raça, cor e religião, porque o que importava era a construção do Reino. Afirmou ainda que Pedro se fez evangelho, e que a marca registrada desta Igreja é sua força de transformação.

Ao final da celebração foi lida uma mensagem da família de Pedro que pediu que aquelas pessoas que cuidaram de Pedro durante todo o período da sua doença a representasse naquele momento. Estas pessoas cercaram então o caixão enquanto a mensagem era lida.

Dom Adriano leu a bela mensagem enviada por dom Leonardo Ulrich Steiner, o bispo que sucedeu a Pedro em São Felix e que agora é arcebispo de Manaus. Dom Leonardo disse na sua mensagem que Pedro era um profeta, mas muito mais que um profeta, era um místico. Suas palavras não eram só letras, eram espírito, pois eram geradas pelo seu profundo encontro com Jesus, e em Jesus com os pobres.

Foi também destacada a mensagem enviada por Adolfo Pérez Esquivel, prêmio Nobel da Paz e amigo de Pedro.

Os bispos de Porto Nacional, Miracema e Palmas, no Tocantins, o de Tucumã, no Pará, e o de Juína, no Mato Grosso, que participaram da celebração se apresentaram.

E a celebração se concluiu com um ritual do povo Xavante no qual ressaltaram a tristeza que o povo vive por perder esta pessoa tão importante nas suas lutas.

Logo se seguiram os rituais  de encomendação do corpo que foi transladado para o cemitério.

A entrada no cemitério foi controlada para se evitar aglomeração de pessoas. Só os padres e algumas poucas pessoas puderam acompanhar o
sepultamento. Ao final os Xavante colocaram no túmulo uma cruz que trouxeram da aldeia. As demais pessoas puderam entrar quando o primeiro grupo deixou o local.

O que nos resta a fazer é preservar o legado de Pedro vivendo segundo o que ele ensinou mais com seu exemplo que, com suas palavras.

ASSINE O BOLETIM

Conheça Pedro Casaldáliga
e as suas Causas

.

AS ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

LANÇAMENTO: «Ventos de profecia na Amazônia»

LANÇAMENTO: «Ventos de profecia na Amazônia»

Como se organizava a Prelazia de São Félix do Araguaia? Quais foram as ações pastorais, sociais e políticas de uma igreja “em conflito com o latifúndio” e a ditadura? Quais estratégias desenvolveram para se colocar sempre ao lado dos mais marginalizados? Antônio Canuto, que morou naquela comunidade por 26 anos, nos conta. Sem intermediários!

ler mais
Iª Semana Pedro Casaldáliga

Iª Semana Pedro Casaldáliga

Neste primeiro aniversário da Páscoa de Pedro Casaldáliga, a cidadezinha onde nasceu, Balsareny e a cidade à qual dedicou metade da sua vida, São Félix do Araguaia, vão acolher várias celebrações com um lema comum: A esperança e a luta pela libertação.

ler mais

Pin It on Pinterest