Como se contrói uma comunidade “de cavalo”

Chegar até uma região marcada pela desigualdade e a violência mudou a vida de Pedro Casaldáliga e Manuel Luzón. Os dois, da Congregação dos claretianos, assumiram a “missão” de colocar no mapa uma terra “esquecida”. Hoje a região de Araguaia é um símbolo mundial de luta e coerência. Foi assim que eles começaram.

20 de junho de 2020

A vida de Pedro Casaldáliga

Diário de Casaldáliga:

«O trabalho está sendo mais intenso nestes dias. A tensão, a preocupação, o esforço para esclarecer, semear, conscientizar, evangelizar tem sido difícil … mas as alegrias também são muitas.

Ontem mesmo tivemos uma reunião com o “Conselho da vizinhança” – que sugerimos como uma autoridade popular -: quatro rapazes muito bons, de verdade. O povo votou maravilhosamente bem e com maturidade. Ontem também nos encontramos com os responsáveis da Oração da Comunidade Dominical – dois homens casados, uma mulher casada e uma menina; mais duas mulheres que cuidam da limpeza, da luz, das flores …

Primera Assemblea Pastoral. Pere Casaldàliga

As “campanhas missionárias” eram visitas periódicas a cada uma das comunidades da Prelatura de Casaldáliga (que tem o tamanho do estado de Alagoas). Sempre a cavalo, esse trabalho se fazia durante meses.

As famílias, em mutirão, estão terminando de construir sua igreja – “Casa do povo de Deus” -, todas feitas de material artesanal, madeira, barro, troncos de palmeira … e com as ferramentas do seu serviço, de sua vida, presidindo o culto: uma enxada, um facão, … um pilão para pisar o arroz… […]

As “campanhas missionárias” são uma experiência rica e impressionante. Válidas, realmente. Um novo entendimento com as pessoas e seus problemas e esperanças . Uma evangelização simples, direta e “total”. Um bom princípio da comunidade cristã …Será a partir das campanhas que iremos começar a concretizar, cultivar, nos comprometer, construir a verdadeira comunidade (8-6-71).

Poderia contar muitas experiências desta primeira campanha missionária … Estamos em plena tensão social-evangélica: tudo é o mesmo. Deus fez o homem feliz e santo. Um filho de Deus é sempre um príncipe, o próprio Cristo. Eu amo cada uma dessas criaturas sertanejas!

No domingo, batizei 73 novos cristãos: alguns adultos. Tínhamos preparação para pais e padrinhos. No próximo domingo, a Primeira Eucaristia será celebrada por cerca de 60 meninos e meninas, a grande maioria dos quais já está grandinho. No dia 26, o povo votará em seu “Conselho de Vizinhança”: um tipo de autoridade popular que inventamos para promover a união e o progresso desses “patrimônios” [comunidades isoladas em formação].

Pere Casaldàliga visitant les comunitats de la seva Prelatura

Estar no meio do povo, dividindo alegria e tristezas; derrotas e vitórias, como mais um, tem sido uma característica marcante da Prelazia de Casaldáliga: até hoje, no Araguaia, todo mundo o chama de “Pedro”.

Estamos celebrando uma liturgia muito animada, muito próxima e muito clara.

E partilhando estes mil momentos, nos tornamos cada vez mais povo.

Estou andando muito de cavalo: ontem fizemos cerca de 20 quilômetros para fazer um casamento: a noiva está esperando seu terceiro filho e não pôde vir até tão longe; e o marido veio me procurar: ele me trouxe uma mula digna de um bispo da Idade Média … Esses encontros são fabulosos: se cria um clima de amizade apostólica, muitos dos que estavam distantes se aproximam de Deus, a consciência e a dignidade humana são estimuladas, os direitos dos pobres defendidos, uma comunidade, uma Igreja …

No início de julho, visitarei “a nossa” comunidade de Serra Nova – o maior conflito –. Decidimos iniciar a segunda Campanha Missionária lá, no dia 6 de agosto. Os fazendeiros estão nervosos e as pessoas precisam de um “aconchego”, muito clerical, talvez, mas é o único que lhes podemos oferecer, infelizmente pelas estruturas … Orem pela segunda Campanha. É um plano apostólico que precisa de muitas ajudas.

A terra continua sendo uma obsessão quente e vital: uma meta da Redenção. Cristo fez uma redenção total … Alguns dias atrás, andando de tropa, um dos camponeses que me acompanhava me disse: «Digo às pessoas que vale a pena ouvir vocês; que vocês falam as coisas que ninguém tinha ousado dizer; que vocês falam sobre assuntos que nos afetam… »

E continuamos conversando, sertão afora, sobre a “nova Igreja” que o Espírito está cultivando acima dos tradicionalistas e progressistas e curialistas subterrâneos.»

Pedro Casaldáliga, 23 de junho de 1971.

ASSINE O BOLETIM

Conheça Pedro Casaldáliga
e as suas causas

MAIS RECENTES

Visita virtual-espiritual ao túmulo de Pedro Casaldáliga

Visita virtual-espiritual ao túmulo de Pedro Casaldáliga

Lhe convidamos a fazer uma visita virtual-espiritual ao túmulo de Pedro Casaldáliga onde lhe mostraremos imágens dos lugares mais interessantes e representativos da vida de Casaldáliga no Araguyaia e lhe contaremos a história que está por trás deles.

ler mais
As 4 causas da destruição da Amazônia

As 4 causas da destruição da Amazônia

A Amazônia está queimando novamente a taxas insuportáveis. Este ano, porém, não somos mais noticia. Mas, quais são os motivos da destruição da Amazônia? Por que queima como nunca antes? Como vivemos esta situação desde o Araguaia?

ler mais

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies
Share This