O compromisso de Casaldáliga que nos guia hoje

O compromisso de Casaldáliga que nos guia hoje

O compromisso de Casaldáliga que nos guia hoje

Casaldáliga e a sua equipe são conhecidos e respeitados pelo seu compromisso radical com os pobres e pela sua posição abertamente contra os poderosos. Talvez a experiência dele possa nos servir de guia ou inspiração.

Este é um trecho do documento que publicou em todo o Brasil no dia da sua consagração episcopal, no momento em que a perseguição à sua igreja estava mais forte e quando os mortos pelo latifúndio somavam dezenas.

26 de junho de 2020

A vida de Pedro Casaldáliga

Nós – bispo, padres, irmãs, leigos engajados – estamos aqui, entre o Araguaia e o Xingu, neste mundo, real e concreto, marginalizado e acusador, que acabo de apresentar sumariamente. E somos aqui a Igreja “visível” e “reconhecida”.

Ou possibilitamos a encarnação salvadora de Cristo neste meio, ao qual fomos enviados, ou negamos nossa Fé, nos envergonhamos do Evangelho e traímos os direitos e a esperança agônica de um povo de gente que é também povo de Deus: os sertanejos, os posseiros, os peões; este pedaço brasileiro da Amazônia.

Porque estamos aqui, aqui devemos comprometer-nos. Claramente. Até o fim. (Somente há uma prova sincera, definitiva, do amor, segundo a palavra e o exemplo do Cristo). Eu, como bispo, nesta hora de minha sagração recebo como dirigidas a mim as palavras de Paulo a Timóteo: “Não te envergonhes do testemunho de Nosso Senhor, nem de mim, seu prisioneiro, mas sofre comigo pelo Evangelho, fortificado pelo poder de Deus” (II Tim 1,8).

Não queremos bancar os heróis, nem os originais. Nem pretendemos dar lição a ninguém. Pedimos só a compreensão comprometida dos que compartilham conosco uma mesma Esperança.

Olhamos com bastante amor a terra e os homens da Prelazia. Nada dessa terra ou desses homens nos é indiferente. Denunciamos fatos vividos e documentados. Quem achar infantil, distorcida, imprudente, agressiva, dramatizante, publicitária, a nossa atitude, entre na sua consciência e leia com simplicidade o Evangelho; e venha morar aqui, neste sertão, três anos, com um mínimo de sensibilidade humana e de responsabilidade pastoral.

Pere Casaldàliga a casa seva a São Félix do Araguaia

O Vaticano II, Medellín, o Sínodo; a voz das Conferências Episcopais do Terceiro Mundo; o Evangelho – antes e sempre -, não só coonestam como também reclamam essa ação abertamente comprometida. Já passou a hora das palavras (não certamente a hora da palavra), das conivências e das esperas conciliadoras. (Será que alguma vez foi essa hora?). “Quem não está comigo, está contra mim; quem não recolhe comigo, espalha” (Lc 11, 23). “Não basta refletir, obter maior clareza e falar. É preciso agir. Esta não deixou de ser a hora da palavra, mas tornou-se, com dramática urgência, a hora da ação.” (Medellín, introdução).

Queremos e devemos apoiar o nosso povo, pôr-nos ao seu lado, sofrer com ele e com ele agir. Apelamos à sua dignidade de filho de Deus e ao seu poder de teimosia e de Esperança.

Chamamos angustiosamente a toda a Igreja do Brasil, à qual pertencemos. Pedimos, exigimos fraternalmente, sua decisão, e a corresponsabilidade plena na oração, no testemunho, no compromisso, na colaboração de agentes e meios pastoral. (Na mente de quase todos os que ainda lutam desinteressadamente, somente a Igreja parece ter uma possibilidade decisiva nesta hora). Da CNBB – na qual agora mais confiamos – pedimos o cumprimento, pronto e eficaz, de um programa decididamente realista no compromisso que ela publicamente assumiu sobre a Amazônia, com caráter de prioridade.

Trecho do documento “Uma Igreja da Amazônia em conflito com o latifúndio e a marginalização social”, de 1971.

 

INSCREVA-SE NO BOLETIM

Conheça Pedro Casaldáliga
e as suas Causas

MAIS RECENTES

Visita virtual-espiritual ao túmulo de Pedro Casaldáliga

Visita virtual-espiritual ao túmulo de Pedro Casaldáliga

Lhe convidamos a fazer uma visita virtual-espiritual ao túmulo de Pedro Casaldáliga onde lhe mostraremos imágens dos lugares mais interessantes e representativos da vida de Casaldáliga no Araguyaia e lhe contaremos a história que está por trás deles.

ler mais
As 4 causas da destruição da Amazônia

As 4 causas da destruição da Amazônia

A Amazônia está queimando novamente a taxas insuportáveis. Este ano, porém, não somos mais noticia. Mas, quais são os motivos da destruição da Amazônia? Por que queima como nunca antes? Como vivemos esta situação desde o Araguaia?

ler mais

3 motivos pelos quais o Brasil é o epicentro da COVID19

3 motivos pelos quais o Brasil é o epicentro da COVID19


Notice: Undefined offset: 0 in /var/www/clients/client4/web63/web/wp-includes/class-wp-query.php on line 3284

Notice: Undefined offset: 0 in /var/www/clients/client4/web63/web/wp-includes/class-wp-query.php on line 3284

3 motivos pelos quais o Brasil é o epicentro da COVID19

Com 700 mil casos confirmados e mais de 36 mil mortos, o Brasil já é o terceiro país com mais mortes pelo Coronavirus em todo o mundo. Na Amazônia, a doença já atingiu mais de 181.000 pessoas. Quais são as razões por trás dessa tendência no Brasil?

8 de junho de 2020

As causas de Pedro Casaldáliga

O Brasil é o terceiro país do mundo mais afetado pelo Coronavirus, atrás apenas dos Estados Unidos e do Reino Unido. Embora, obviamente, a incidência do vírus se manifeste especialmente nas cidades com maior densidade populacional, o alto número de positivos detectados nos estados da Amazônia Legal surpreende as autoridades.

Os mais preocupante, no entanto, não são apenas os dados absolutos, mas o fato que o Brasil é o país onde a pandemia está se espalhando mais rapidamente.

O que essa tendência explica acima da média mundial?

1. A atitude de seu presidente

Desde o início da pandemia, e imitando Trump, o Presidente Bolsonaro lançou uma campanha para minimizar a gravidade do COVID-19.

Contrário a qualquer medida de isolamento ou confinamento,o presidente da extrema-direita tem mantido um discurso baseado na defesa de que o Coronavírus é um “gripezinha”.

Desde que assumiu a Presidência do Brasil, em 2019, Bolsonaro tem se caracterizado por suas declarações xenofóbicas, homofóbicas, contrárias aos povos indígenas e até favoráveis à ditadura militar e à tortura. Em seu governo, há mais de 3.000 militares ocupando várias responsabilidades, tendo substituído técnicos, cientistas e acadêmicos.

As ideias extravagantes e provocativas de Bolsonaro fizeram também com que dois ministros da saúde renunciassem em menos de 4 meses, em plena pandemia.

A relação é clara: toda vez que Bolsonaro aparece na televisão, no rádio ou nos jornais minimizando a gravidade da COVID19, mais pessoas vão às ruas ignorando as medidas de confinamento que prefeitos e governadores tentam implementar.

2. Um dos países mais desiguais do mundo

La família de la Darlete viu a l'Assentament Dom Pedro

A Darlete e seus 7 filhos vivem no assentamento Dom Pedro. O governo ajuda com R$205,00 por mês.

A Darlete mora no assentamento “Dom Pedro”, uma extensa comunidade rural onde há 400 famílias. Mãe de 7 filhos menores de idade, sua renda depende do que ela consegue vender na feira quinzenal de São Félix do Araguaia: algumas frutas, legumes e leguminosas que leva à feira em uma viagem de 6 horas na caçamba de um caminhão.

O único auxílio que a família da Darlete recebe são os 205,00 reais do Bolsa Família.

Na comunidade onde o Darlete mora, para ir ao médico (ou ao banco, ou aos correios) tem que fazer 3 horas de viagem por uma estrada de terra que na época das chuvas vira uma grande poça de lama. As mais de 400 famílias que vivem no assentamento Dom Pedro não possuem rede de água ou esgoto.

A situação não é melhor nas grandes cidades: 6% da população do Brasil -mais de 12 milhões de pessoas, mora em “favelas”, onde a densidade populacional é muito alta e a renda média não chega aos 500 reais por mês. Nessas grandes comunidades, muitas vezes também não há rede de água tratada, esgoto e nem coleta de lixo…

Por esses motivos, em boa parte do Brasil, ficar em casa é sinônimo de fome. Para muitas famílias, ir para a rua, se relacionar, vender seus produtos informalmente e continuar fazendo seu serviço diário é a única opção que têm para sobreviver.

3. Um sistema de saúde precário

Uma grande parte do sistema de saúde brasileiro é privada. Além disso, embora alguns aspectos do setor público de saúde tenham melhorado nos últimos anos, é um sistema muito precário que não atinge grande parte da população. No Brasil, uma grande parte da população não tem assistência médica.

No Araguaia, uma das regiões mais distantes e isoladas, um único hospital, com 1 respirador, é responsável por atender uma área equivalente a todo o Estado de Alagoas e muitas das comunidades rurais se encontram a 3 ou 4 horas do médico mais próximo.

Nesse contexto, o descontrole da doença é evidente e, além disso, é plausível pensar que há muitos mais casos que o sistema de saúde não está diagnosticando.

ASSINE O BOLETIM

Conheça Pedro Casaldáliga
e as suas causas

MAIS RECENTES

Visita virtual-espiritual ao túmulo de Pedro Casaldáliga

Visita virtual-espiritual ao túmulo de Pedro Casaldáliga

Lhe convidamos a fazer uma visita virtual-espiritual ao túmulo de Pedro Casaldáliga onde lhe mostraremos imágens dos lugares mais interessantes e representativos da vida de Casaldáliga no Araguyaia e lhe contaremos a história que está por trás deles.

ler mais
As 4 causas da destruição da Amazônia

As 4 causas da destruição da Amazônia

A Amazônia está queimando novamente a taxas insuportáveis. Este ano, porém, não somos mais noticia. Mas, quais são os motivos da destruição da Amazônia? Por que queima como nunca antes? Como vivemos esta situação desde o Araguaia?

ler mais

As 3 qualidades para ser “boa pessoa”

As 3 qualidades para ser “boa pessoa”

As 3 qualidades para ser “boa pessoa”

8 de junho de 2020

A Vida de Pedro Casaldáliga

INSCREVA-SE NO BOLETIM

Conheça Pedro Casaldáliga
e as suas Causas

MAIS RECENTES

Visita virtual-espiritual ao túmulo de Pedro Casaldáliga

Visita virtual-espiritual ao túmulo de Pedro Casaldáliga

Lhe convidamos a fazer uma visita virtual-espiritual ao túmulo de Pedro Casaldáliga onde lhe mostraremos imágens dos lugares mais interessantes e representativos da vida de Casaldáliga no Araguyaia e lhe contaremos a história que está por trás deles.

ler mais
As 4 causas da destruição da Amazônia

As 4 causas da destruição da Amazônia

A Amazônia está queimando novamente a taxas insuportáveis. Este ano, porém, não somos mais noticia. Mas, quais são os motivos da destruição da Amazônia? Por que queima como nunca antes? Como vivemos esta situação desde o Araguaia?

ler mais

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies